fbpx

“Sabe o que é que MIGDALO quer dizer?” in SÁBADO.

Significa amêndoa, em esperanto. Mas não será esse o único fruto seco transformado na fábrica com o mesmo nome, quase a nascer em Ferreira do Alentejo.

A ideia de criar uma fábrica de transformação e comercialização de amêndoa, nozes e avelãs, em Ferreira do Alentejo, Beja, é da empresa MIGDALO, e surgiu para dar resposta à crescente procura.

Com a grande seca existente na região norte-americana Califórnia (maior produtora de amêndoa do mundo), continua a existir procura de muita matéria-prima, e para fazer face a esta procura “a produção de amêndoa na área do Alqueva pode vir a ser muito importante” disse Aníbal Reis Costa, presidente da Câmara de Ferreira do Alentejo, à Agência Lusa.

A fábrica da MIGDALO, empresa ligada à Agrobeja, que envolve um investimento de 800 mil euros e prevê ainda a criação, numa primeira fase, de seis a oito novos postos de trabalho. Vai também desenvolver processos de transformação como a despela e descasque de amêndoa, mas também outros frutos secos, como nozes e avelãs.

O objetivo é que a unidade trabalhe não só com a produção própria, mas sobretudo com a amêndoa produzida na região, que abrange uma área entre os 15 e os 20 mil hectares.

“Estamos a falar de todo o distrito de Beja, cujos produtores, naturalmente, irão deixar aqui o seu produto”, sublinhou Aníbal Reis Costa ao afirmar ainda que este projeto “vai aumentar a área plantada, até porque é uma cultura relativamente fácil de se desenvolver”.

Mais Notícias

As amendoeiras em flor dão que falar numa reportagem da RTP, que faz um panorama da amêndoa no Alentejo e aprofunda o tema nas instalações da Migdalo.
Constituída em 2015 e instalada no Parque das Empresas em Ferreira do Alentejo, a Migdalo quer ser um parceiro forte na fileira da amêndoa em Portugal.